29 março 2022
Novos prazos dos contratos de Crédito Habitação para mais de 30 anos
A partir do dia 1 de Abril, as recomendações macroprudenciais do Banco de Portugal, para pessoas com idade igual ou superior a 30 anos, irão alterar o prazo máximo para pagamento dos contratos de Crédito Habitação.
 
A medida será imposta da seguinte forma:
- Inferior a 30 anos - prazo de 40 anos
- Entre os 30 e os 35 anos - prazo de 37 anos
- Superior 35 anos - prazo de 35 anos
 
Esta medida aplica-se a novos créditos concedidos a partir de 1 de abril para as famílias que pretendem contrair um Crédito Habitação e para efeitos de operações de crédito contará a idade do elemento mais velho do agregado.
 
As instituições bancárias que não cumprirem as recomendações e não respeitarem os limites definidos, terão que posteriormente explicar ao Banco de Portugal.
 

Segundo os dados divulgados pelo Banco de Portugal, em 2021, os bancos financiaram 15.270 milhões para a compra de casa e cerca de 50% das novas operações, no terceiro trimestre de 2021, apresentava prazos entre os 35 e os 40 anos. Esta é uma evolução que vai no sentido oposto da recomendação, afastando a maturidade média dos prazos nas novas operações da meta dos 30 anos.

A medida macroprudencial não é de caráter vinculativo, mas o Banco de Portugal avisa que continuará a monitorizar o cumprimento da recomendação e poderá adotar medidas adicionais para atingir o objetivo de convergência da maturidade média dos novos contratos de crédito à habitação para 30 anos até ao final de 2022.


tags: 
Crédito,  Banco de Portugal,  Intermediários Autorizados
Subscrição de Newsletter
Fique a par das mais recentes notícias do setor da intermediação de crédito e acompanhe todas as informações importantes, novidades e eventos da nossa associação.
ANICA – Associação Nacional Intermediários Crédito Autorizados
© 2022, ANICA design by  U Lah Lah, brought to life by  YouOn.